16
Jun 10
publicado por Nuno Amado, às 10:26link do post | comentar | ver comentários (3)

 

Estudos variados mostram que as pessoas muito bonitas, além da vantagem estética, têm a vantagem de inconscientemente associarmos a beleza a qualidades que nada têm a ver com esta, como a bondade, a simpatia ou a inteligência.

Num estudo engenhoso, foi pedido a um grupo de homens para telefonarem para uma mulher com o propósito de estudar a comunicação. Foi-lhes fornecida uma breve descrição da mulher com quem iriam falar, acompanhada  de uma fotografia. Contudo, para metade dos homens a fotografia era de uma mulher atraente, ao passo que a outra metade recebera a fotografia de uma mulher feia. As fotografias não tinham qualquer relação com a mulher que iria atender o telefone.

Quando outras pessoas ouviam as conversas telefónicas, passados 30 segundos já conseguiam dizer se o homem estava a falar com a mulher que pensava que era atraente ou não. Isto porque os homens que pensavam estar a falar com uma mulher atraente eram mais simpáticos, divertidos e enérgicos. Para aumentar à injustiça, as mulheres com quem eles falavam reagiam também de forma diferente, aquelas cujos homens achavam ser atraentes, acabavam também por ser mais simpáticas e extrovertidas.

Ou seja, não só as mulheres bonitas são tratadas de outra forma, como tal as faz mostrarem características de personalidade mais positivas.

Injusto?

Sim, mas quando outro dia me vi no meio de um filme sofrível a olhar para a heroína (Gemma Arterton - fotografia acima) a minha primeira impressão foi de que além de ser exageradamente bonita, esta mulher era sem dúvida inteligentíssima, culta, divertida, generosa, paciente e possuía todas as qualidades humanas.

 Felizmente li o suficiente para saber que esta é uma ilusão comum, as mulheres excessivas bonitas são como as drogas alucinógenas: fazem-nos ver o que não está lá.


mais sobre mim
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
15
17
18
19

20
21
23
26

27
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO