13
Fev 13
publicado por Nuno Amado, às 09:44link do post | comentar
"Romance desconcertante e absolutamente fascinante de um novo grande escritor superoriginal da nossa literatura.
Nuno Amado cruza neste livro a estranha vida de um intelectual irrequieto que se exila para uma ilha dos Açores para se medir consigo e com a existência, a pretexto de ver baleias.

Carteia-se com o seu melhor amigo, escreve outras missivas provocatórias, relaciona-se com um médico reformado e a sua curiosa companheira, cujo filho, dilacerado por um desgosto de amor, vagueia pelo universo e lhes escreve cartas fabulosas em que revela experiências ora exaltantes, ora pungentes. Há ainda uma americana, Stella, presa a ele por paixão e ternura.

E há, na ilha um alemão, Hector, que se aproxima do solitário herói desta história, arrastando-o para o mar, em busca dos grandes cetáceos e, na realidade se serve dele para efetuar negócios de contrabando no mar alto, onde os seus cúmplices vêm a bordo. Mais uma desilusão, que ele digere com a sua filosofia desencantada.

Entre as cartas do filho errante do casal de reformados, o eu do livro diverte-se com provocações e até faz turismo, visita as furnas, faz coisas loucas.

É um livro fabuloso, inesquecível."
 
Urbano Tavares Rodrigues
 

Obrigado por um livro tão reconfortante nos devaneios, nos delírios do dia-a-dia...
Jacques Songy a 21 de Janeiro de 2015 às 16:51

mais sobre mim
Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO